Cada vez mais, as famílias portuguesas subscrevem planos de seguros de saúde. Existe a noção de que nem sempre o sistema nacional de saúde consegue satisfazer os serviços mínimos que necessitamos, com tempos aceitáveis. Face a estes problemas, as famílias procuram encontrar alternativas que lhes garantam um acesso mais rápido aos cuidados de saúde, no entanto, até mesmo nos assuntos relacionados com a saúde é necessário estar bastante atento para que esteja consciente das inúmeras condições a que está sujeito ao subscrever um seguro de saúde.

É verdade que um seguro de saúde poderá ajudar a sua família em caso de doença, acidente ou até mesmo para consultas de rotina, análises ou exames, no entanto, será que irá poder desfrutar do seu seguro desde logo? Provavelmente não. Ao subscrever um seguro de saúde, uma das condições que lhe serão aplicadas designa-se por período de carência. Para que possa ficar mais dentro do assunto, o período de carência é o espaço de tempo durante o qual as garantias do contrato do seu seguro de saúde, ainda não são efectivas, ou seja, não existem. Sendo assim caso surja uma situação, por exemplo, de doença, durante o período de carência, você não poderá desfrutar dos benefícios dados pelo seu seguro de saúde.

Agora que já sabe do que se trata o período de carência, saiba também que num seguro de saúde não existe apenas um, mas sim vários períodos de carência, sendo uns mais longos que outros conforme a situação a que se aplicam. Veja o exemplo apresentado a seguir:

Períodos de Carência:
• 60 dias para Ambulatório, (inclui Estomatologia).
• 90 dias para hospitalização.
• 18 meses para cobertura de parto.
• 6 meses para cobertura de Doenças Graves.

Tendo em conta o exemplo apresentado, imagine que após um ano de ter subscrito o seu seguro de vida, surge um filho não planeado. Pois bem, de acordo com os períodos de carência apresentados, como pode verificar, o seu seguro não iria cobrir quaisquer custos associados ao parto, pois o período de carência referido para a situação de parto ainda não terminou. Como vê, é muito importante que esteja atento no momento em que subscrever o seu seguro de saúde e que tenha em consideração os períodos de carência existentes.

 

Tags: